Treinar_Gestao_Empresarial_Logo_Sem_fundo.png

32 98875-2921

Por que Empresas Adoecem?

Consultor Financeiro Alex William de Oliveira

Por que empresas adoecem?

Gerenciar uma empresa não é uma tarefa fácil, principalmente em um mercado competitivo como nos dias de hoje; são muitos processos, pessoas e recursos, ou seja, muita responsabilidade; e isso tudo com o intuito principal de gerar lucro, pois não importa o propósito da sua empresa, ela precisa fechar o mês no positivo; caso contrário os problemas começam a aparecer.
Dessa forma uma empresa financeiramente doente não consegue cumprir com todos os seus compromissos e começa a acumular dívidas. E pensando na saúde da sua empresa, a má gestão financeira é um dos principais fatores que contribuem para o negócio adoecer; mas como evitar que isso aconteça? Um dos principais recursos utilizados para se ter controle é o fluxo de caixa, com ele acompanhamos todas as movimentações de caixa da empresa, detalhando e controlando diariamente.
Mas diariamente, isso não é exagero? Não, isso é controle! Para evitar ser pego desprevenido ou saber a hora certa de investir, é preciso conhecer a fundo o fluxo de caixa da empresa.

Então o que fazer para se ter um bom fluxo de caixa?

1: Tenha uma boa ferramenta de controle:
Uma boa ferramenta para lançar dados de receitas e despesas é fundamental; seja uma planilha bem projetada, um sistema de controle, o importante é ter uma ferramenta confiável que lhe apresente os resultados necessários. Essa ferramenta precisa te apresentar, relatórios diários detalhados, relatórios mensais para análise de tendência e avaliação temporal, ou seja, o que e quando estou pagando e recebendo. Com isso conseguimos analisar se estamos no caminho certo.

2: Registro tudo!
Cada compra feita, cada despesa paga, até aquele cafezinho com o cliente, registre! Com o tempo você vai perceber pra onde realmente vai o seu dinheiro, e com isso enxergar formas de controle de despesas nunca antes analisadas.
Amarrado ao registro o ideal e ter comprovação de tudo, peça nota fiscal e comprovação de pagamento, ao final do dia controlar o caixa vai ficar mais fácil.

3: Defina formas e prazos de pagamento e recebimento
Muita empresa não tem controle de fluxo de caixa eficiente por não ter padrão; defina dentro do negócio prazos para pagamento e recebimento; qualquer necessidade de caixa deve ter um período mínimo de solicitação, assim o financeiro consegue se programar para tal pagamento. Por exemplo: precisa fazer a compra de matéria prima, defina um dia da semana fixo pra isso, precisa de comprar material de escritório, defina o pedido com um prazo mínimo de 3 dias, de acordo com a necessidade da sua empresa.

4: Separe as contas pessoais da empresa
Essa separação é fundamental, principalmente pra o empresário ter controle do negócio e da vida privada, conhecer seus gastos. Pra isso defina uma retirada mensal que atenda as suas necessidades, com isso você terá uma noção real do que retira como prolabore e do que é lucro da empresa.

5: Controle o capital de giro
Conhecendo a movimentação financeira da empresa, é possível projetar a necessidade de capital de giro do negócio, assim você pode prever despesas, se programar pra elas e não ser pego de surpresa.

Há muitas outras ações que podem ajudar a controlar e gerenciar o seu negócio, e evitar o adoecimento da empresa; por isso faça um bom fluxo de caixa e tenha sucesso no seu negócio, pesquise, busque soluções e caso necessário, procure ajuda especializada.