Treinar_Gestao_Empresarial_Logo_Sem_fundo.png

32 98875-2921

Saúde Mental no Trabalho: Qual o Papel do RH?

Consultora Marina Carrijo

A saúde mental e o bem-estar dos colaboradores deve ser uma das principais prioridades das empresas e fazer parte da sua cultura organizacional, pois é uma condição necessária para preparar a força de trabalho eficiente para o futuro.Entretanto, essa pauta vem causando grande preocupação, de acordo com a Organização Mundial de Saúde (OMS) a depressão se tornou uma das doenças mais incapacitantes do mundo em 2020 e houve um aumento de 18,4% nos casos de depressão em um período de 10 anos (2005 a 2015), o que representa 322 milhões de pessoa em todo o mundo.

Diversos fatores podem contribuir negativamente na saúde mental dos colaboradores dentro de uma empresa, como por exemplo, o ambiente organizacional, cobranças intensas por metas inatingíveis, jornadas de trabalho exaustivas, clima organizacional estressante, falta de flexibilidade, falhas na comunicação, má gestão, entre outros.

Muitas empresas já reconhecem a importância e a necessidade de olhar para o tema, todavia algumas companhias adotam posturas preconceituosas ou não tratam do assunto com sua devida relevância. De acordo com uma pesquisa realizada pela Multinacional Regus, 60% dos colaboradores entrevistados acreditam que seus trabalhos são causadoresdeestressee danos psicológicos. Em uma análise da OMS é apontado que um local de trabalho considerado “ruim” ou “negativo” pode afetar diretamente na saúde mental dos indivíduos, gerando problemas como alto nível de estresse, transtorno de ansiedade, depressão e até dependência química.

Esse quadro pode trazer diversas consequências para a produtividade da empresa, como: redução da produtividade, sobrecarga para os outros funcionários, aumento na frequência de faltas e alto índice de turnover, relacionado a rotatividade de funcionários, o que pode ocorrer aumento considerável dos custos, já que será necessário investir capital e esforços para substituir a ausência do colaborador.

Com isso, existem diversos métodos e ações que as companhias podem implementar como medidas preventivas para garantir o bem-estar e a saúde mental dos seus colaboradores. O foco deve estar em proteger a saúde mental reduzindo os fatores de risco relacionado ao trabalho e promover o bem-estar ao desenvolver as habilidades dos colaboradores e seus aspectos positivos, enfrentando as dificuldades e as demandas psíquicas que podem surgir.

Diferentes ações podem ser implantadas pelas empresas para a promoção da saúde mental, como por exemplo, o investimento em gestão comportamental, flexibilização dos horários e o incentivo de uma comunicação mais aberta entre os colaboradores e seus superiores. Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS) é importante que as empresas adotem atividades recreativas, como por exemplo, alongamentos e yoga, que melhoram a concentração, produtividade, o bem-estar e o clima organizacional.

A área de Recursos Humanos da empresa possui grande responsabilidade na garantia da saúde mental dos colaboradores. Além de desempenhar funções como de gerenciamento ou recrutamento e seleção, o RH é responsável por garantir que os colaboradores alcancem seus objetivos e que a empresa consiga atingir sua produtividade e bom desempenho no mercado, assim, é a responsável por garantir um bom ambiente de trabalho para todos.

Uma boa gestão de RH incentiva o engajamento e motiva os colaboradores, com isso, consequentemente, promove um ambiente saudável. A gestão deve ter o objetivo de desenvolver e potencializar o capital humano da empresa, e para gerenciar o comportamento dos funcionários, é precisoaproveitar as diferentes características e habilidades de cada um.

Segundo a OMS, o princípio para se construir um ambiente de trabalho saudável é a inclusão de programas que busquem reduzir os fatores de risco provenientes do trabalho, como carga horária excessiva, insegurança de desemprego e relações tóxicas, desenvolver iniciativas que motivem e valorizem os funcionários e possibilitem falar sobre e mostrar apoio às pessoas que passam por doenças mentais, não importando a sua causa.

Por fim, as empresas devem desenvolver um planejamento que envolva atividades a longo prazo, que vão desde medidas de prevenção até programas que garantam a manutenção do bem-estar diário dos colaboradores e dos líderes. Desenvolva programas de atenção à saúde mental, como o oferecimento de suporte psicológico de profissionais capacitados, assuma uma liderança empática, reveja a cultura da empresa, se necessário, e fale sobre saúde mental no ambiente de trabalho.