Treinar_Gestao_Empresarial_Logo_Sem_fundo.png

32 98875-2921

5 Erros Comuns em Uma Avaliação Financeira

Consultor Financeiro Alex William de Oliveira

Se tratando de finanças, todo cuidado é pouco, pois o objetivo da empresa e dar lucro, e pra isso cada etapa do processo contribui pro resultado; dessa forma vamos citar alguns erros comuns nos setores financeiros da empresa que acontecem e podem afetar diretamente a análise e o resultado.


1. Não separar o pessoal da empresa
É muito comum o empresário pagar suas contas pessoais direto do caixa da empresa, visto que é dali que sai o seu sustento; além de não ser uma atitude fiscal correta, isso atrapalha a análise de resultados e trás pro setor financeiro, responsabilidades que não são suas, como gerir as contas dos proprietários. Dessa forma é necessário estipular um valor mensal de pró-labore para cada sócio, que deverá ser retirado em uma data também pré definida. Com isso os sócios mantêm sua privacidade e seu controle de contas pessoal, e a empresa consegue projetar um fluxo de caixa considerando um valor fixo mensal.

2. Aplicar o lucro de forma errada
Diferente do pró-labore que é um salário mensal para os sócios que trabalham na empresa, o lucro é o resultado que a empresa gera ao longo de um exercício (ano) que deve ser avaliado e sabiamente aplicado. Muitos empresários tem a visão de que lucro é igual a dinheiro no bolso, mas nem sempre. É fundamental avaliar as necessidades da empresa e definir aonde o lucro deve ser aplicado; capital de giro, investimentos, financiamentos, quitação de dívidas e também distribuição de resultado aos sócios. Não há uma regra definida pra isso, essa decisão deve ser tomada de acordo com a necessidade da empresa.

3. Esquecer do estoque
O estoque é parte fundamental da análise financeira, esquecer dele pode significar uma avaliação míope de resultados, pois um estoque alto, deve ser de consentimento do gestor financeiro para ser considerado na análise; até mesmo para uma avaliação crítica, se a empresa tem um estoque alto sem motivos aparentes e ao mesmo tempo débitos atrasados, temos dinheiro empatado que poderia ser usado na quitação de dívidas, nesse caso a análise pé fundamental.

4. Não fazer formação de preços
Aí temos um grande problema em muitas empresas, a falta de base de cálculo para formação de preços; conhecer os gastos, custos e despesas do seu negócio e calcular o seu preço de venda com base em lucratividade é fundamental para o seu negócio. É comum no mercado encontrarmos empresas vendendo seus produtos abaixo do preço de custo total sem saber, e nesse caso, quanto mais vende mais prejuízo.

Dessa forma calcular o custo real do meu produto, da forma correta ajuda a obter preço competitivo no mercado e aumentar a lucratividade do negócio.

5. Não respeitar o Fluxo de caixa
O fluxo de caixa de uma empresa orienta o empresário como estão sendo as suas receitas e os seus gastos, ele é um indicador fundamental sobre a saúde financeira da empresa, por isso analisar a projeção do fluxo de caixa e se comprometer financeiramente apenas com o possível é de extrema importância, “só dê um passo até onde sua perna alcança” já diziam os antigos, pois um dos maiores motivos de falência é a falta de capital imediato.

Esses são só alguns dos problemas que encontramos no dia a dia das empresas, por isso nunca se esqueça, análise e controle financeiro são peças chave para o sucesso do seu negócio.